CS Plus apresenta curso de Ciência da Computação para escolas e centros de ensino durante o Conedu

O Congresso ocorre de 24 a 26 de outubro, em Fortaleza, e conta ainda com palestra de Marco Giroto sobre Ensino Híbrido e Inteligência Artificial

Com a proposta de promover o ensino de Ciência da Computação como disciplina obrigatória para crianças e adolescentes e que faça parte da grade curricular de escolas de todo o mundo, a CS Plus, startup americana que acaba de chegar ao Brasil como uma spin-off da SuperGeeks, participa do VI Congresso Nacional de Educação (Conedu), que acontece de 24 a 26 de outubro, no Centro de Eventos do Ceará, em Fortaleza (CE).

Durante o evento, Marco Giroto, fundador da SuperGeeks e CS Plus, irá realizar palestra sobre “O Ensino Híbrido (Blended Learning) aliado a Inteligência Artificial e o futuro da educação”.

A temática da sexta edição da Conedu vai de encontro à proposta da CS Plus. Sabemos que o ensino na maioria das escolas não é tão moderno quanto necessário para essa nova geração de alunos, por isso é importante falar sobre o ensino de Ciências da Computação para as crianças”, declara Marco Giroto, fundador da SuperGeeks e CS Plus.

Criada pela SuperGeeks, a CS Plus chega ao mercado com a proposta de que todas as escolas tenhamem sua grade curricular o ensino de Ciência da Computação. A rede oferece às Instituições de Ensino novas práticas em salas de aulas que visam otimizar os resultados dos alunos, tendo como aliados o Ensino Híbrido (Blended Learning) e a Inteligência Artificial.

A franquia CS Plus surgiu da necessidade do próprio mercado. Com a nova BNCC (Base Nacional Comum Curricular), foram incorporadas duas novas Competências chamadas de Cultura Digital e Pensamento científico, crítico e criativo. Ao todo são 10 competências com dimensões de Computação e Programação, Pensamento Computacional, Cultura, Mundo Digital, Criatividade e Pensamento Científico e Crítico, além de subdimensões com diversas abordagens, entre elas utilização de ferramentas digitais, produção multimídia, linguagens de programação, domínio de algoritmos, visualização e análise de dados, mundo digital e uso ético, sendo que todas essas fazem parte do sistema de ensino CS Plus.

A nova BNCC faz com que o Brasil esteja seguindo os mesmos rumos de países de primeiro mundo como Reino Unido, Estônia, Finlândia, Austrália, Itália, Japão e vários estados dos Estados Unidos que já incluíram a disciplina de Ciência da Computação como obrigatória na grade curricular da educação básica.

De acordo com Marco Giroto, as escolas particulares brasileiras serão as primeiras a adotarem Ciência da Computação como disciplina obrigatória na grade curricular e em breve as públicas começarão o mesmo movimento.

Vantagens de Ensinar Ciência da Computação desde cedo

Marco Giroto explica que Ciência da Computação é uma das poucas disciplinas no mundo com tantos benefícios agregados e aprendê-la logo cedo, desenvolve habilidades como pensamento lógico e computacional, pensamento sistêmico, criatividade e autoestima elevadas, forma de pensar totalmente aguçada, trabalho em equipe, gerenciamento de projetos e resolução de problemas, além, é claro, do domínio da tecnologia propriamente dito.

Com método de ensino híbrido (blended learning), no qual o professor deixa de ser o detentor e passa a ser o facilitador do acesso ao conhecimento, os cursos da CS Plus são gradativos e possuem interdisciplinaridade para que os alunos também treinem conteúdos de outras matérias enquanto aprendem Ciência da Computação. Menos intensivas, as aulas permitem que os alunos avancem dentro do seu próprio ritmo sem interferir no restante da turma e o tutor passa a ser um facilitador da aula, engajando os alunos, tirando dúvidas, propondo novos desafios e não necessariamente somente ministrando o conteúdo. Por utilizar somente ferramentas web, todo conteúdo do curso foi estruturado para rodar em qualquer navegador, fazendo com que as escolas não precisem ter laboratórios de informática muito robustos.

A implementação dos cursos da CS Plus nos colégios é rápida e simples e o custo é menor. Além disso, com a plataforma, que oferece acompanhamento pedagógico e no futuro contará com o auxílio de Machine Learning (Inteligência Artificial), ficará ainda mais fácil o aprendizado, uma vez que personalizará o ensino para cada perfil de aluno, ajudando aqueles com mais dificuldade e dando mais desafios para os que têm mais facilidade. “Não existe em parte alguma do mundo um curso e uma metodologia tão bem estruturados e completos como os da CS Plus”, comenta Marco.

A CS Plus utiliza padrões internacionais como o Framework do CSTA (Computer Science Teachers Association) nos Estados Unidos e no UK National Curriculum for Computing do Reino Unido, além de padrões de outras instituições como ISTE (International Society for Technology in Education), NGSS (Next Generation Science Standards), Common Core State Standards Initiative na parte de Matemática, e, por último, mas não menos importante, no BNCC (Base Nacional Comum Curricular) do Brasil na parte de Cultura Digital.

Serviço

Conedu – VI Congresso Nacional de Educação

Data: De 24 a 26 de outubro de 2019

Local: Centro de Eventos do Ceará, localizado na Av. Washington Soares, 999 – Edson Queiroz, Fortaleza – CE, 60811-120

Palestra “O Ensino Híbrido (Blended Learning) aliado a Inteligência Artificial e o futuro da educação” – Marco Giroto: Dia 25 de outubro, das 14h30 às 15h30

Mais informações: https://www.conedu.com.br/index.php

Para mais informações sobre a SuperGeeks e CS Plus: http://supergeeks.com.br/

E-mail: floripa@supergeeks.com.br

Telefone: 48-3181.0225

Informações para a imprensa:

Lucky Assessoria de Comunicação

Adriana Guedes

Tel.: (11) 5573-4777

lucky@luckyassessoria.com.br

www.luckyassessoria.com.br